Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 4 de fevereiro de 2020.

Vigilância Sanitária do Rio inaugura Complexo Zona Sul

COMPARTILHE:

Complexo Zona Sul O presidente da Ascoferj, Luis Marins, com a subsecretária da Visa Rio, Márcia Rolim, e com a secretária de Saúde, Beatriz Busch em frente à placa do Complexo Zona Sul.

Na última sexta-feira (31/01), aconteceu a inauguração do Complexo Zona Sul da Vigilância Sanitária em Botafogo. Além da realização de atendimentos e protocolos, o local abrigará o Museu Histórico Sanitário Municipal Júlio de Azurém Furtado, o primeiro do Brasil no segmento.

Também se comemorou, na cerimônia, o primeiro ano do Código Sanitário do Município, que ajudou a ampliar para 77 mil o número de licenças sanitárias liberadas para estabelecimentos como farmácias.

Estiveram presentes diversas autoridades da Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde, empresários do Rio de Janeiro de diversos segmentos e o prefeito Marcelo Crivella.

Reconhecimento de conquistas

A secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch, fala sobre a importância da inauguração: “É um momento muito feliz para nossa cidade e para a Secretaria Municipal de Saúde, que entrega à população o novo Complexo Zona Sul da Vigilância Sanitária”.

A subsecretária de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses, Márcia Rolim, agradeceu aos profissionais de diversos segmentos pela parceria. “Quero agradecer a todos os empresários, empreendedores e servidores que estão junto comigo nessa gestão e que contribuíram para tudo o que foi conquistado”.

Empresários foram homenageados

Diversos empresários foram homenageados com placas, entre eles o presidente da Ascoferj, Luis Marins. “As farmácias, por anos, viveram na irregularidade. Hoje o município do Rio de Janeiro é referência nacional pelo trabalho desenvolvido por toda a equipe que reverteu esse quadro”.

Luis Marins discursando após ser homenageado

O vice-presidente da Ascoferj e proprietário da Farmácia do Leme, Ricardo Valdetaro, também foi reconhecido. “Elogio a Vigilância pelo trabalho que já legalizou a maioria das farmácias, pois é um caminho que nunca havia sido percorrido. Procuro sempre fazer com que a empresa ande dentro das normas estabelecidas. Agradeço a homenagem”.

Valdetaro fala ainda sobre a importância da criação do museu: “É muito importante preservar a história da Vigilância e da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro. Gostei muito de ver e aprender sobre cada peça”, finaliza.

Veja também: Fique em dia com os prazos dos órgãos reguladores


VER MAIS SOBRE: Complexo Zona Sul / Secretaria Municipal de Saúde / Vigilância Sanitária / Vigilância Sanitária do Rio de Janeiro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.