Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 15 de fevereiro de 2018.

Walgreens planeja comprar distribuidora de medicamentos

COMPARTILHE:

A rede americana de farmácias Walgreens entrou em contato com a distribuidora de medicamentos americana AmerisourceBergen para analisar uma possível aquisição, uma medida que pode ajudar a impulsionar sua lucratividade e fortalecer sua posição para lidar com o aumento da competição no mercado de medicamentos. As informações são do jornal “The Wall Street Journal”.

Segundo pessoas a par do assunto, o diretor-presidente da Walgreens, Stefano Pessina, entrou em contato há algumas semanas com pessoas ligadas ao diretor-presidente da AmerisourceBergen, Steven Collis, para discutir um acordo. Eles conversaram sobre a possibilidade de a Walgreens comprar a porção do capital social da AmerisourceBergen que ela ainda não possui – sua participação, no momento, é de 26%.

As fontes afirmam, porém, que nenhuma oferta oficial foi apresentada e que as conversas ainda estão nos estágios iniciais.

Caso ela saia do papel, a transação representaria uma das principais integrações no setor nos últimos tempos. A AmerisourceBergen é uma das maiores distribuidoras de medicamentos dos Estados Unidos, com valor de mercado de US$ 19,6 bilhões, com base nos dados do fechamento das ações na segunda-feira (13). A Walgreens possui a maior rede de farmácias do mundo, com mais de 13 mil lojas em 11 países. Seu valor de mercado é de US$ 67,8 bilhões.

A Walgreens já é a maior cliente da AmerisourceBergen, representando 30% de sua receita no ano passado.

A operação ocorreria em um período de intensificação da concorrência no setor de farmácias, diante da possível entrada da Amazon no mercado de venda de medicamentos no varejo. Em dezembro, a CVS Health, uma das maiores rede de farmácias dos Estados Unidos e que no Brasil é dona da rede de farmácias Onofre, adquiriu a seguradora Aetna por US$ 69 bilhões.

Procurados pelo “The Wall Street Journal”, os representantes da Walgreens e da AmerisourceBergen não quiseram comentar o assunto.

Fonte: Valor Econômico



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.