fbpx
Pular para o conteúdo

Coronavírus


icone de categorias Coronavírus | Notícias icone de data de publicação 5 de fevereiro de 2021.

Ascoferj faz apelo à Secretaria de Saúde do Rio para vacinação em farmácias

COMPARTILHE:

Ascoferj pede vacinação em farmácias Representantes da Ascoferj com o secretário estadual de Saúde, Carlos Alberto Chaves, e o deputado estadual Jorge Felippe Neto (Foto: Arquivo Pessoal)

A Associação do Comércio Farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro (Ascoferj) esteve em reunião, na manhã desta sexta-feira (5), com o secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Carlos Alberto Chaves, para tratar de dois temas relevantes ao setor farmacêutico: a inclusão das farmácias no Plano Nacional de Imunização (PNI) e a prioridade dos farmacêuticos nesta primeira etapa de vacinação.

Representada pelo presidente Luis Marins, pelo vice-presidente Ricardo Valdetaro e pela coordenadora do Departamento de Assuntos Regulatórios da Ascoferj, Betânia Alhan, a entidade entregou ao secretário um ofício que pede a inclusão das farmácias como pontos de vacinação nas próximas etapas da campanha. O deputado estadual Jorge Felippe Neto (PSD-RJ) também participou do encontro.

Participação das farmácias no PNI

De acordo com Marins, as farmácias estão preparadas para atuar intensamente na vacinação da população: “Por lei, a farmácia é um estabelecimento de saúde capaz de realizar ações complexas como a vacinação contra a Covid-19. Ano passado, por exemplo, diversas participaram das imunizações contra a gripe e o sarampo, ajudando a desafogar as unidades públicas”.

Na conversa, o presidente informou que atualmente, aproximadamente, 200 estabelecimentos no Estado do Rio estão aptos a auxiliar na vacinação da população no estado: “Nossas farmácias possuem salas de serviços farmacêuticos altamente equipadas e profissionais extremamente capacitados para prestar o serviço com excelência”.

No mês de janeiro, a Anvisa publicou a Nota Técnica nº 6/2021, relembrando que as farmácias com licenciamento específico para vacinação têm autorização, pela RDC 197/2017, para comercializar e aplicar vacinas. O texto deixa claro que as farmácias somente poderão participar do PNI caso haja determinação das autoridades locais, como a Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro (SES/RJ).

Nos Estados Unidos, por exemplo, as farmácias começarão a fazer parte da campanha de imunização já na próxima semana. Na última terça-feira (2), o governo informou que as primeiras doses serão distribuídas à 6,5 mil estabelecimentos de todo o país, depois aumentando gradualmente para 40 mil.

Prioridade para farmacêuticos

O segundo ponto da reunião foi a priorização dos profissionais farmacêuticos na vacinação. O Ministério da Saúde informou que os profissionais de saúde são o grupo prioritário. Contudo, devido ao grande número de profissionais e à pouca quantidade de vacina, foi necessário fazer uma subdivisão.

“Existem medicamentos nas farmácias, como os controlados e os antimicrobianos, que podem ser vendidos somente na presença de um farmacêutico. Se ele pega Covid-19 e precisa se ausentar do trabalho por 15 dias, nenhum cliente poderá ter acesso aos produtos neste período, o que acaba afetando a saúde pública”, contextualiza Marins.

Posicionamento da Secretaria

O secretário de Saúde reconheceu a importância do pleito da Ascoferj, reafirmando a relevância da participação das farmácias neste momento inicial de vacinação e também a importância dos farmacêuticos para a saúde do Estado. Contudo, informou que ainda não há previsão para que a inclusão seja feita devido à pouca quantidade de doses encaminhadas pelo governo federal.

A Ascoferj segue acompanhando o envio de novas remessas de vacinas para novamente interceder pela categoria.

Veja também: Departamento Jurídico anuncia serviço ligado ao Programa Farmácia Popular


VER MAIS SOBRE: Covid-19 / Farmacêuticos / Farmácia / vacinação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que está em regime semipresencial.

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial, das 12h às 17h
Terças e quintas: atendimento remoto, das 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099
– Relacionamento – (21) 98145-2036

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×