Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 25 de setembro de 2018.

Farmacêutico pode ajudar a prevenir doenças do coração

COMPARTILHE:

iStock

Atualmente, as doenças cardiovasculares são as causas mais comuns de morbidade e a principal causa de mortalidade em todo o mundo. Anualmente, acidentes vasculares cerebrais, isquemias, hipertensão arterial e outras cardiopatias são responsáveis por 15,9 milhões de óbitos. Por isso, o Dia Mundial do Coração, celebrado no próximo sábado (29/09), merece ser lembrado.

Os principais fatores ambientais modificáveis das doenças cardiovasculares são os hábitos alimentares inadequados, a falta de exercícios físicos e o sobrepeso, associados às mudanças no estilo de vida, como a cessação do tabagismo e o controle do estresse psicoemocional.

O consultório farmacêutico é um ambiente especializado para cuidar da saúde e do bem-estar das pessoas, de forma confortável e confidencial. É um espaço que pode ser utilizado para prevenir doenças cardiovasculares a partir da educação em saúde e para acompanhar pacientes com fatores de risco.

No consultório farmacêutico, o profissional rastreia todos os parâmetros definidos pelas diretrizes, a fim de avaliar a predisposição do paciente para desenvolver uma doença do coração. Com isso, é possível identificar precocemente algum fator de risco que possa existir e mudar a postura dele para hábitos de vida mais saudáveis, evitando assim o desenvolvimento de uma patologia crônica.

Esse serviço também tem como objetivo colaborar com a rápida detecção, orientação e encaminhamento de pessoas com alterações clínicas para diagnóstico médico e tratamento adequado. Além disso, o serviço auxilia os pacientes a compreenderem melhor sua condição clínica, estimulando o autocuidado apoiado e o alcance de bons resultados com a adesão ao tratamento.

Todos os atendimentos praticados pelo farmacêutico são realizados em um ambiente privado e confortável, onde é feita uma avaliação global dos fatores de risco cardiovasculares, efetuando-se testes rápidos e aplicando-se questionários clínicos. Os resultados devem ser armazenados em um banco de dados exclusivo para cada atendimento. E os pacientes são, então, orientados de forma personalizada e recebem um relatório detalhado dos resultados dessa avaliação, que pode ser compartilhado com o médico e outros profissionais de saúde.

Artigo produzido por Fernanda Afonso, da Smart Consulta


VER MAIS SOBRE: consultório farmacêutico / Dia Mundial do Coração / doenças cardiovasculares / farmacêutico


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.