Lei com novas regras para ICMS interestadual é publicada

Cobrança de ICMS interestadual
Foto: freepik
Cobrança de ICMS interestadual
Foto: freepik

Publicada, na última quarta-feira (5), a Lei Complementar 190/22, que normatiza a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre a venda de produtos e serviços ao consumidor final localizado em estado diferente do estado fornecedor.

O texto tem origem no Projeto de Lei Complementar (PLP 32/21), do Senado, aprovado em dezembro pela Câmara dos Deputados.

Como era feita a cobrança

Até o fim do ano passado, a cobrança do ICMS em operações interestaduais era regida por um convênio (93/15) firmado no Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). No entanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou várias cláusulas desse convênio inconstitucionais e, por isso, o assunto precisou ser disciplinado por lei complementar.

Nova lei

Com a nova lei complementar, fica estabelecido que nas transações entre empresas e consumidores não contribuintes do ICMS – comprador pessoa física de sites de e-commerce, por exemplo – de estados diferentes, caberá ao fornecedor recolher e repassar o diferencial de alíquotas (Difal) ou ao estado em que a mercadoria efetivamente entrou ou onde ocorreu o destino final do serviço.

Em relação às operações realizadas entre fornecedores e empresas contribuintes do ICMS, o Congresso entendeu não serem necessárias novas regras pelo fato do assunto ser regulado pela Lei Kandir (Lei Complementar 87/96).

Para facilitar a emissão de guias de recolhimento do Difal, os estados deverão criar um portal com informações sobre a legislação aplicável, alíquotas incidentes, benefícios fiscais e obrigações acessórias. Os critérios técnicos para integração e unificação dos portais caberão aos estados.

As novas regras entram em vigor 90 dias após a publicação da lei. Mas como o STF decidiu que as normas do convênio da Confaz não valem a partir de janeiro de 2022, haverá um período sem regulamentação vigente.

Veja também: CRF/RJ aprova OS dos 20 minutos da fiscalização

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Saiba onde encontrar o número da matrícula

Todo associado, além do CNPJ, possui um número de matrícula que o identifica na Ascoferj. Abaixo, mostramos onde encontrá-lo no boleto bancário. Você vai precisar dele para seguir em frente com a inscrição.

BOLETO BANCÁRIO BRADESCO

Encontre em “Sacador / Avalista”.

boleto bradesco contribuição

BOLETO BANCÁRIO SANTANDER

Encontre em “Sacador/Avalista”.

boleto santander contribuição
Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×