Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 11 de junho de 2020.

Pacientes com doenças graves devem ter atenção durante pandemia

COMPARTILHE:

Pacientes com doenças graves devem ter atenção durante a pandemia Foto: Divulgação

Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (SBHCI) publicou um alerta sobre o aumento do número de casos de infarto e AVC durante a pandemia da Covid-19. Dados da entidade mostram que houve uma queda de 50% no atendimento aos pacientes com doenças do coração por conta do medo de sair nas ruas.

Sete em cada dez pessoas que faleceram no Brasil em decorrência da Covid-19 tinham mais de 60 anos e apresentavam pelo menos um fator de risco entre doenças do coração, do pulmão ou diabetes. Por isso, mesmo com o medo de buscar atendimento médico, é fundamental para os pacientes manter o tratamento das doenças citadas.

Tratar doenças pode ajudar em caso de infecção

A entidade dá o exemplo de um AVC em pacientes com fibrilação atrial, ou seja, batimentos irregulares do coração que deixam o paciente mais vulnerável à formação de coágulos sanguíneos que causam o derrame. Ter a doença controlada pode prevenir o desenvolvimento de um quadro mais grave de Covid-19 caso haja contaminação.

O infarto e a trombose também poder ser fatais sem atendimento rápido, afinal o primeiro é a principal causa de morte no Brasil e é gerado pela grande quantidade de placas de gordura nas artérias do coração.

Comprovação por estudos

Especialistas têm percebido que o coronavírus pode causar alterações neurológicas e provocar a formação de microcoágulos nos vasos sanguíneos. Há relatos inclusive de pessoas jovens e saudáveis que tiveram AVC e, depois, o diagnóstico de Covid-19.

Os dados têm alterado até mesmo o protocolo de atendimento em alguns hospitais, que encorajam a testagem de coronavírus em pacientes que chegam com sintomas de AVC.

Veja também: Farmácias terão até 48 horas para notificar casos de Covid-19

Fonte: Revista da Farmácia


VER MAIS SOBRE: Diabetes / doenças cardíacas / doenças cardiovasculares / doenças pulmonares


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.