Pular para o conteúdo
.

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 12 de agosto de 2019.

Setor farmacêutico participa da primeira Convisa Rio

COMPARTILHE:

Convisa abriu espaço para setor farmacêutico Ivan da Gama Teixeira, um dos palestrantes na Convisa

Entre os dias 6 e 8 de agosto, aconteceu a primeira edição do Convisa Rio, Conferência Nacional de Vigilância Sanitária, Vigilância em Zoonoses e Inspeção Agropecuária da cidade do Rio de Janeiro. Criada com o objetivo de homenagear o Dia Nacional da Vigilância Sanitária, celebrado em 5 de agosto, o evento contou com a presença de autoridades da cidade, representantes do setor regulado e órgãos fiscalizadores dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Ceará.

Momento histórico para a cidade

A secretária municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Beatriz Busch, falou sobre a importância da conferência. “É um evento inédito, que reúne na plateia o setor regulado e técnicos de todo o Brasil. Foi um evento de transparência, em que se discutiu questões práticas do cotidiano, o que é muito importante para a cidade”, pontuou.

A primeira-dama da cidade, Sylvia Jane Crivella; a subsecretária da Visa, Márcia Rolim; e a secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch

Segundo a subsecretária da Visa, Márcia Rolim, o evento foi um sucesso já no número de inscritos, com 30% vindo de fora do Rio. “Foi um momento de capacitação, discussão e muita verdade entre todas as partes”, afirmou.

Além disso, Márcia diz que o evento serviu para aproximar ainda mais o setor regulado do desenvolvimento de atividades econômicas e comemorar a lei do Código Sanitário. “A Vigilância Sanitária está aqui para fomentar as atividades econômicas do município do Rio de Janeiro.”

Setor farmacêutico foi parte importante da Convisa

Com apoio da Ascoferj, o setor de farmácias teve espaço significativo na conferência. Foram três palestras totalmente voltadas para os profissionais da área. A primeira delas, na terça-feira, foi com o vice-presidente regional São Paulo da Anfarmag, Ivan da Gama Teixeira, que palestrou sobre a melhoria da qualidade dos serviços e produtos em farmácias magistrais.

Teixeira falou sobre sua expectativa para a Convisa. “Estarmos em um evento como este é fundamental para que a relação entre setor regulado e órgãos fiscalizadores continue sendo sempre favorável a melhorias”, comentou.

A quinta-feira começou com uma mesa-redonda entre o coordenador do Programa de Assistência Farmacêutica Avançada da Abrafarma, Cassyano Correr, e o presidente da SBPC/ML, Wilson Shcolnik, que falaram sobre o cenário atual dos serviços farmacêuticos.

Mesa redonda entre Wilson Shcolnik e Cassyano Correr

Correr afirmou que a aproximação do setor com a Vigilância Sanitária é fundamental. “As farmácias estão produzindo diversas mudanças e, muitas vezes, precisam renovar a licença sanitária, incluir novas atividades, o que demanda mais fiscalização. Quanto mais acertado for esse alinhamento de expectativas, melhor será.”

A terceira e última palestra foi a do médico cardiologista e CEO da Brasil Telemedicina, Carlos Camargo. Ele apresentou o conceito de telemedicina, sua influência na saúde brasileira e de que forma poderia ser usada no contexto da farmácia clínica.

O médico afirmou que as farmácias são peça fundamental para a implantação do conceito no Brasil. “As farmácias têm uma capilaridade muito grande e, muitas vezes, estão em lugares que não têm hospitais ou postos de saúde. A telemedicina é uma forma de levar o atendimento médico a esses lugares”, afirma Camargo.

O dr. Carlos Camargo com os representantes da Ascoferj no evento: o presidente, Luis Marins; a consultora de Assuntos Regulatórios, Betânia Alhan; e o vice-presidente, Ricardo Valdetaro.

Segundo ele, todo tema que é novo causa uma certa estranheza na sociedade, mas que é importante divulgar e conversar sobre ele em eventos como a Convisa. “A conexão entre farmacêutico e médico pode levar tratamento, orientação e prevenção primária para o paciente que vai à farmácia”, finalizou.

Veja também: Subvisa determina novos critérios para o controle sanitário de medicamentos


VER MAIS SOBRE: Conferência / Convisa Rio / Vigilância Sanitária


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *